ColunistasTagged , ,

Diário da Carmélia: quem sou eu?

Sejam bem-vindas ao diário da menopausa e vamos compartilhar ao longo desse projeto algumas alegrias e frustrações de histórias rotineiras que podem ser parecidas com a suas.

Uma grande saudação a todas as mulheres que assim como eu se identificam e se encontram no período do climatério/menopausa, e procuram caminhos naturais para se livrarem desses sintomas que tanto nos incomodam, sei que muitas de vocês conhecem o meu rosto nos vídeos do Active Woman Plus e sabem um pouquinho da minha vida, mas posso dizer com toda certeza que ainda preciso compartilhar muitas experiências com vocês e quem sabe não contar a história de outras pessoas através da minha.

Vamos lá! É hora de saber onde eu nasci, foi em Anápolis Goiás, e para quem não conhece, é um município brasileiro localizado no interior do Estado de Goiás, mas assim como milhares de pessoas eu sai do meu local de origem para viver em outra cidade e atualmente moro em Brasília. Muitas decisões me levaram a viver no Distrito Federal e minha idade não me deixa mentir, pois estou com 47 anos e ainda tenho muita disposição além de vivências para compartilhar com as minhas amigas.

A parte que mais gosto de contar são os meus anos de casada e os frutos desse relacionamento, pois bem, estou há 29 anos casada e ainda feliz pois fui presenteada por Deus com três lindas filhas. Elas São a parte mais importante de mim e que dão sentido a minha vida, quem é mãe conhece o laço eterno que temos com os nossos filhos e esse sentimento maravilhoso que levamos no coração.

diario-da-menopausa

Não sei se vocês perceberam, mas sou o tipo de pessoa sensível que se sente alegre ao ver o outro feliz e por isso o meu hobby favorito é cozinhar, porque é cozinhando que consigo transmitir  as minhas expectativas e vejo o quanto as pessoas se sentem bem ao degustar os meus bolos, pães, doces e salgados. É o momento que eu vejo o meu trabalho na cozinha sendo admirado e valorizado pelas outras pessoas, assim como a exposição de um trabalho artístico e muitas vezes eu falo: “cozinhar pra mim é uma arte”.

diario-da-carmelia

Falar a minha idade não é um incômodo, pois ainda me sinto uma jovem senhora menina, e eu acho graça quando digo isso, pois é um sentimento da juventude com a mistura de que vivi e aprendi com a vida. Sou uma pessoa religiosa e tenho uma visão particular sobre as experiências desse mundo, por isso a vida pra mim é uma dádiva de Deus, comparo ela à um jardim que precisamos dar água, adubo, sol e carinho.

Amo a primavera, porque é a mais linda estação do ano, cheia de flores que se misturam com cores, perfumes e belezas. Assim é a vida como flores e espinhos que servem para nos proteger dos predadores que nos cercam. Então meninas, cuidem do seu jardim, para que sempre dê bons frutos.

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *